Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Fechamento - Outubro/2016: R$ 64.219,69 (+R$ 9.668,12 ou +15%)

Vamos a mais um fechamento mensal da carteira, mas antes, algumas considerações:

Afim de facilitar o trabalho do blogueiro Viver de Construção na coleta de dados para seu novo ranking financeiro, o título do fechamento foi alterado de forma a mostrar a valorização de patrimônio (critério adotado para o ranking do VdC) e não a rentabilidade (critério antes utilizado pelo blogueiro Uó para seu ranking, aparentemente extinto).

Passei um mês inteiro sem escrever, fruto de dias bastante conturbados no trabalho (lugar onde normalmente escrevo meus textos). Por isso, o fechamento de hoje será mais completo e abordarei algumas outras questões.

Pois bem. Este outubro foi o melhor mês da história deste blog se considerarmos o crescimento patrimonial, que foi fruto de um aporte acima dos padrões usuais e uma ótima rentabilidade. Isso me deixa bastante satisfeito, principalmente pelo fato de que algumas metas foram quebradas, e serão abordadas no decorrer do texto.

O Ibovespa novamente apresentou uma forte subida, de 11,23 pontos, chegando ao desempenho anual de 41,55%. Impressionante, tendo em vista que não há razão aparente que justifique tamanha alta.

Especialmente este mês, estimulado pelo ótimo resultado, refleti bastante sobre os rumos que a carteira vai tomando e se está de acordo com o planejado. Percebi que nos últimos meses, e justamente por fazer parte da blogosfera financeira, tenho questionado diariamente minhas posições no mercado acionário e a eficácia de minhas decisões. Olhando por alto, conta-se nos dedos quantos blogueiros possuem um patrimônio 100% alocado em ações, apenas para dar um exemplo geral, e estou tendo que conviver com questões do tipo:

Por que eu não tenho um centavo em renda fixa? Por que eu não estudo e invisto em FII's? Por que eu não encho a carteira de blue chips? Como a porcaria do Ibovespa, entupido de tranqueiras, consegue bater a minha rentabilidade? Como uma empresa como a Gol quintuplica seu preço em menos de um ano com patrimônio líquido negativo e uma dívida assustadora? Por que não vendo tudo, compro PIBB11, pago uma taxa de administração mínima e paro de ler relatórios? Por que não vendo tudo e abro um negócio?

Algumas questões são de fácil resposta, outras nem tanto, mas todas perduram em minha cabeça e me fazem pensar. Para mim, isso tem sido positivo em certo ponto, pois tenho reforçado minhas crenças e não mudei absolutamente nada em minha estratégia. Posso dizer que vi uma desvalorização da ordem de 30% em meu patrimônio e mesmo assim me mantive firme.

Vejam só, a questão da renda fixa: é muito tentadora a possibilidade de obter uma rentabilidade real próxima de 5% ao ano praticamente livre de riscos; a renda fixa brasileira, e só a brasileira, nos permite isso. Mas como negar que ser sócio de um negócio que gera um ROE de 20% ao ano seja mais vantajoso? Isso sem falar na possibilidade de crescimento dos lucros. 

É possível sim, às vezes com menor ou maior grau de precisão, projetar os lucros futuros de um negócio e verificar sua viabilidade como investimento. Se você compra um prédio comercial, por exemplo, pode projetar quanto receberia em aluguéis pelos próximos anos e em quanto tempo receberia seu investimento de volta. Possibilidade de vacância? Sim, ela existe, mas para isso também existe a margem de segurança, que seria trabalhar com uma projeção futura considerando o imóvel com um percentual fixo de vacância. Então vejam: se você encontra um imóvel totalmente desvalorizado que, nas piores e mais conservadoras projeções pode te gerar um retorno de 20% ao ano, isso sem falar em reajustes de aluguéis e valorização do próprio imóvel, como negar que se trata de uma excelente oportunidade?

E com a mesma abordagem podemos lidar com as empresas. Obviamente, muitas delas excedem nossa capacidade de compreensão, mas neste caso, é só ignorá-las e comprar empresas mais simples.

Atualmente, meu patrimônio está dividido em aproximadamente 15% para empréstimos, 20% para blue chips, 15% para pagadoras de dividendos e o restante diversificado entre small caps de crescimento/crescimento moderado que tem me surpreendido muito com seus resultados frente esta crise. A carteira de ações possui um beta abaixo de 1, o que mostra um caráter um tanto conservador para um perfil aparentemente mais agressivo. Tenho adicionado uma nova empresa a cada aproximadamente R$ 10 mil investidos e tenho seguido minha estratégia à risca, mais até do que poderia imaginar. A última venda já data mais de um ano, e não pretendo realizar outra tão cedo.

Dito isto, vamos aos números do mês.

1- Evolução patrimonial



O patrimônio, como já anunciado, teve um crescimento de R$ 9.688, o maior desde o início do acompanhamento, e quebrou a meta de patrimônio anual, de R$ 62.450. Em números absolutos, a carteira dobrou de valor em menos de um ano, surpreendendo a mim mesmo. 

Seria difícil imaginar, quando comprei meu primeiro livro sobre finanças, que em tão pouco tempo, tão jovem e com um salário tão medíocre eu atingiria R$ 60 mil. Claro, essa quantia ainda é irrisória quando se pensa em independência financeira, mas levando em consideração que possuo uma capacidade de aporte de R$ 2 mil mensais —e que aliás, em 2015 era menor e em 2014 menor ainda—, estes R$ 60 mil já se tornam expressivos.

Abaixo, afim de facilitar mais uma vez a coleta de dados para o VdC, uma tabela com a evolução patrimonial mês a mês. Esta tabela será fixa nos fechamentos.


2- Comparativo de rentabilidades


A rentabilidade, mais uma vez, positiva, e permitiu que a carteira encostasse no CDI. Obviamente, o período de acompanhamento ainda é muito pequeno, mas já permite alguns questionamentos, do tipo: como essa porcaria do Ibovespa continua a superar as altas mensais da carteira? O beta? Talvez... O que é fato é que ele tirou 20 pontos de vantagem em apenas 14 meses. Veremos como este gráfico se portará no futuro.

Abaixo, os dados sobre as rentabilidades mensal, anual e histórica:

Rentabilidade mensal: 6,81%
Rentabilidade anual: 23,72%
Rentabilidade histórica: 17,22%

3- Aportes mensais


Aqui, mais uma surpresa positiva. O aporte mensal foi de R$ 5.571, fazendo de outubro o melhor mês do ano. Os aportes anuais totalizaram R$ 20.745, batendo a meta anual de R$ 20.400. Novembro, provavelmente, será um mês sem aportes em decorrência do vencimento do seguro de meu carro. Independente disso, já vem uma sensação de dever cumprido.

No mais, a perspectiva para os próximos meses é de aportes contínuos em ações. Já possuo uma nova empresa em mente para a carteira, que venho estudando há exatos dois meses. Provavelmente, ela entrará em janeiro ou fevereiro, e possui o perfil de pagadora de dividendos. A próxima grande meta a ser batida é a de R$ 100 mil reais, projetada para janeiro de 2018. Tenho pensado na possibilidade —que talvez terei— de sacar meu FGTS. Se isso se concretizar, provavelmente conseguirei antecipar novamente esta nova meta, o que seria fantástico.

Mas, sem me animar muito, mantenho os pés no chão. Vamos ver o que o futuro nos reserva.

Adiante!

15 comentários:

  1. Opa, o ranking Abacus não foi extinto, rs. Coleto os dados de todo mundo todo o mês, só não tenho postado, mas vou postar em breve. Segue sua coleta.

    -7,79 -4,27 2,50 12,30 8,29 9,61 17,82 18,64 17,73 23,72

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ta coletando o meu Uó??? Três anos tento participar do seu ranking kkk! Abraço

      Excluir
    2. Opa Uó,

      Alterarei o texto para aparentemente extinto, rs. Divulga esse trem, a blogosfera inteira está pedindo!

      Abraços.

      Excluir
  2. Parabéns pelo aporte PM, sua evolução é exemplar.

    ResponderExcluir
  3. Fala PM,
    Sem salamaleque, que você sabe, não faz meu perfil.

    Você é referência de consistência e execução do que planeja. Firme e forte, esse aporte foi sensacional.

    Seria muito interessante ver quais são seus ativos em carteira. E claro diversificar, quem sabe um Tesouro IPCA, FII, etc.
    Uma especulada suave em Bitcoin kkk.

    Suce$$o grande PM. Outra coisa: essas rentabilidades são reais ou nominais?

    Falow,
    Pardal Investidor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pardal,

      Todas as rentabilidades são nominais para facilitar a comparação com os índices.

      Quanto aos ativos, divulgarei-os no próximo ano (ainda não sei em qual mês), pois como já disse, tenho medo que se divulgasse-os neste momento poderia comprometer o "anonimato" deste blog, já que alguns amigos sabem algumas empresas nas quais invisto, e que não estão presentes juntas em nenhuma carteira da blogosfera.

      Diversificação em outras classes de ativos, por hora, não. Estou tranquilo com minha alocação e acredito saber o que estou fazendo. Quanto aos bitcoins, não me julgo capaz de avaliar a possibilidade de retorno futura deste investimento, rs.

      Continue aparecendo por aqui!

      Abraços.

      Excluir
  4. Videos sobre FII

    http://www.infomoney.com.br/imtv/programas/fundos-imobiliarios

    Muito bom mesmo, vale a pena assistir.

    ResponderExcluir
  5. Grande PM,

    Cheio de dívidas, ops, quer dizer dúvidas, que nem eu (juro que escrevi errado e decidi manter, sei lá o que estava pensando).

    GOL: Ninguem me explica como uma empresa desta sobrevive! Não consigo entender o motivo de uma empresa com dividas nao falir, e ela nem gera lucro.

    No mais, tá mandando muito bem! Lembre sempre que meus aportes eram na casa de 2K tambem, nao desanima amigo!

    Abraço e excelente mês de Novembro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. VDC,

      O caso da Gol está mais para filosofia do que para qualquer outra coisa, rs.

      Aportar R$ 2 mil por mês é um pouco frustrante. Às vezes sinto que estou perdendo tempo trabalhando nesta empresa e que já poderia estar empreendendo. Mas como sou jovem, vou levando deste jeito por enquanto. Seu caso é um claro exemplo de sucesso.

      Abraços.

      Excluir
  6. PM,
    Um belo crescimento este mês, torcendo para que Novembro seja melhor!

    ResponderExcluir
  7. Caro blogueiro,
    Se você investe em FIIs, poderia nos ajudar quanto a questão dos elevados custos das correspondências?
    Fiz um post a respeito do assunto e a sua colaboração será bem vinda!
    http://abacusliquid.com/cvm-regras-de-fiis/
    Abraço
    Uó!

    ResponderExcluir